Orquídea Bambu

A orquídea bambu ( Arundina graminifolia) é uma planta espetacular. Além da beleza ela aguenta o sol intenso, é plantada na terra e pode chegar a medir 2,5 metros de comprimento. De origem asiática,onde multiplicava-se como mato ela é parte de um grupo de espécies bem pequenas ( 7 ao total). Ela foi nomeada dessa forma porque suas folhas longas e finas lembram mesmo ao popular bambu. Suas flores tem um perfume forte e suas cores são vibrantes o que atrai muitos insetos polinizadores. Com aproximadamente 10 cm, as flores durante 3 dias, mas a vantagem é que nascem todos os anos.

Para quem quer cultivar orquídeas em casa, a orquídea bambu é uma ótima escolha. Isso porque a planta se adapta muito bem em jardins ou em vasos. Apresentaremos a seguir alguns cuidados que elas requerem.

orquidea bambu

Cuidados básicos para cultivar orquídeas

A temperatura ideal para conservar a orquídea bambu é entre 25ºC e 30ºC.  Elas não aguentam por muito tempo temperaturas muito frias ( de 10ºC para baixo).

As orquídeas bambu gostam de solos úmidos e adubados ( o adubo pode ser preparado com xaxim).

Apesar de suportarem a luminosidade elas devem ser preferencialmente conservadas na sombra a maior parte do tempo.

As orquídeas bambus precisam ser regadas a cada 2 dias. No inverno a rega pode ser cancelada. Apesar delas necessitarem de umidade o excesso de água pode matá-las

O adubo dever ser aplicado de 15 em 15 dias

É necessário estar sempre atento aos parasitas. Para combater as pragas é necessário o uso de produtos específicos para esse tipo de orquídea encontrados em floriculturas

Habitualmente as podas devem ser executadas após a floração.

Tome o cuidado de não deixar as orquídeas desprotegidas do vento. É necessário, se possível, que existam árvores ou superfícies por perto, para abrigá-las.

Como é realizada a reprodução ?

As orquídeas bambu se reproduzem de quatro formas diferentes. Na primeira delas ocorre um processo de simbiose. Ou seja, um dia depois da fecundação a flor se fecha, o ovário fica inchado e a reprodução começa. Nesse processo 33 a 500.000 novas sementes são geradas. No segundo tipo de reprodução ( o assimbiótico) a reprodução também é feita por sementes, mas é manipulada em laboratório. O terceiro ( meristemático) também é feito em laboratório, a diferença é que utiliza o tecido da planta e manipula a divisão celular. O último tipo de reprodução é denominado Divisão de Rizomas, o caule ada planta é cortado para se tornar uma muda que será colocada em galhos ou troncos até se fixarem totalmente.